O NASCER

18/12/2012 08:04

 

No dicionário encontramos os seguintes significados para palavra nascer: vir ao mundo, começar, brotar, fazer nascer, produzir. E para você, o que significa o nascer?

Luanda, esta semana, no Momento de Luz, nos convida a pensar, a refletir sobre o nascer que ocorre todos os anos, no dia 25 de dezembro. Dia, no qual nos reunimos ao redor de uma bela árvore, em família, a comemorar... O que você comemora neste dia? O que você vai comemorar este ano?

Boa reflexão!

Andréa

 

 

O NASCER

 

Daqui a alguns dias é Natal. Tempo de festa, de união, de confraternização. Tempo de reunir amigos e familiares, de presentear, de sorrir, de festejar.

Também é tempo de refletir, tempo de repensar o que passou e planejar o porvir. Tempo de ser, de dividir, de fazer e compartilhar amor. Tempo de nascer e renascer, construindo um ideal novo. É a possibilidade de nascer de novo, de usufruir da unidade familiar, de aprender, de se reconstruir.

Parece repetitivo, mas, na verdade, é simbólico. Milhares de pessoas, de culturas diferentes pensam e repensam o Natal, cada um do seu jeito, da sua maneira, partindo do seu olhar.

Mas garanto-lhes que, apesar destes inúmeros significados, deveriam se voltar para o nascimento. Este é o significado mais importante desta data. O nascer. O nascer de novo, mesmo sendo grande, adulto, idoso. Poder nascer e renascer na mesma vida é um presente divino, compartilhado pelo Cristo, no dia designado ao Seu nascimento.

A possibilidade de se fazer de novo, melhor, mais atento a prática divina das Leis de Deus, das Leis do amor. É perceber-se e modificar-se no que acha ser necessário. É poder deixar de ser o que não lhe serve mais e se refazer: mais digno, mais amoroso, mais responsável. Simplesmente, se fazer melhor do que já foi. Melhor do que é hoje. E preparar-se para ser ainda melhor amanhã.

É a cada ano, a cada subida neste amanhecer da vida, que pode se desfazer e se refazer, à medida que se reflete sobre o que se é, e sobre o que se deseja ser. Refletir não aleatoriamente, mas de forma condizente ao que nos foi revelado pelo Pai, pelo Cristo, pelos amigos espirituais, em nome do ser supremo, que em sua infinita bondade, se dispõe a nos observar, acolher, compreender, ensinar, incentivar, perdoar, amar.

Que possamos a cada novo ano que surge, comprometermos a aspirar ao novo e ao melhor. A absorver o que se traduz através das diversas manifestações do divino, ao que chamamos de amor, caridade, esperança e fé.

Que voltemos para o nosso ser, para o nosso deus interior, para o que nos predestinamos a ser e a fazer. E sejamos. E façamos, sem medo, sem vergonha, sem desanimo, sem se deixar influenciar pelo que está fora de nós e quer nos desencaminhar da rota que traçamos para o nosso viver.

Que cientes de nós mesmos e de nossa capacidade de ser e de fazer, possamos seguir em frente. Bem aventurados de acreditar em quem somos e em quem estamos determinados a ser.

Determinados e planejados por nós, abençoados por Deus e aconselhados por queridos amigos, encarnados ou não, que se envolveram conosco nessa batalha contra o que não desejamos mais ser.

Não estamos aqui ou aí para sofrer. Estamos vivos para crescer, para aprender, tal como crianças, sonhando, brincado, caindo, aprendendo, levantando. Desejosos de amanhecer adultos e construir uma vida cheia de desejos e projetos, estabelecidos de acordo com o que acreditamos ser o melhor a fazer.

O Pai está a nos acalentar hoje e sempre que necessário. Está a nos colocar no colo como filho que somos. Dedica-nos seu amor, seu sorriso iluminado que nos guia pelas trilhas escuras em que insistimos percorrer.

Lembremo-nos do nosso amigo irmão Jesus que veio estar conosco, mostrando-nos o quanto é possível segui-lo e encontrar a luz do caminho seguro que nos leva ao colo do Pai.

Por isso é Natal, momento de luz, de nascimento, de poder ser e se fazer melhor. Momento de darmos as mãos e partimos juntos, unidos, rumo ao crescimento. Momento de refletir, de aprender de construir.

Portanto, não atropelem caminhos. Sigam um a um, de forma que deslanchem tal como degraus, colocados um diante do outro, provocando a subida para o alto, sempre para o alto.

Lembrem-se é Natal. Momento de luz, de nascer de novo, de renascer e transformar-se. Portanto, parem, pensem, reflitam e sigam diferentes, melhores, condizente as Leis de Deus.

Que o nascer do Cristo aconteça no coração de cada um de vocês e se faça luz brilhante, e se faça amor pulsante, e se faça vida. Vida nova repleta do Senhor.

Luanda

16.12.12

Facebook Twitter More...