VIVÊNCIAS MEDIÚNICAS (100)

18/07/2012 10:09

 

Quis o destino de que a Vivência Mediúnica de número 100 surgisse no mês de aniversário da CACEF.

Segundo Joanna de Angelis “a coincidência é a presença discreta de Deus propositadamente programada para dar certo na hora exata e nas circunstâncias ideais”.

Isso nos faz, simplesmente, agradecer, no dia hoje, pois temos a certeza que fazemos parte de uma programação divina.

Que todos sintam a presença de Deus em cada detalhe de suas vidas.

Muita paz.

 

 

VIVÊNCIAS MEDIÚNICAS (100)

 

 

Completamos hoje o centenário das nossas “Vivências Mediúnicas”, por isso partilho com vocês a minha gratidão, procurando enumerar todos que possibilitaram esta jornada de aprendizado e crescimento.

 

Inicio com a Cacef, no mês do seu aniversário, afinal é neste Centro de Acolhimento e Fraternidade, denominado sabiamente de Casa de Caridade, Esperança e Fé, onde esses “encontros interpessoais e interdimensionais” ocorrem.

Nesta “casa”, planejada com esmero pelos Irmãos de Luz, os alicerces são especiais, e a cada tijolo material, somam-se os esforços de espíritos desencarnados e encarnados, trabalhando juntos para manter o equilíbrio necessário ao seu mister.

 

À Luiza de Marillac e toda a Equipe Espiritual da Casa, dedico o meu respeito, carinho e admiração, em todos os níveis. Agradeço aos enfermeiros, médicos, mentores, seguranças e atendentes dos mais diversos níveis, o ambiente espiritual harmonioso e as instruções necessárias. Recebemos uma psicosfera energizada, as intuições indispensáveis, os fluidos re-energizantes, os passes, e as orientações e comentários para uma permuta frutífera.

Já comentamos anteriormente neste blog, que a tarefa de ser mentor ou orientador de alguém, a esse nível, não deve ser muito fácil. Requer muita doação, paciência, amor e experiência de “muitas vidas”, pois basta lembrar-se da tarefa de educarmos os “nossos” filhos e a nós próprios, com os momentos de indisciplina, rebeldia e displicência que, vez por outra, ocorrem.

No cotidiano, muitos só pedem, façam por mim, orem por mim, como na música pense em mim, chore por mim, liga pra mim...., mas eu mesma já estive neste lugar e preciso ter a mesma paciência que a mim foi dispensada quando mergulhada no egoísmo infantil. Mas estou crescendo, com os percalços naturais de um espírito imperfeito, mas imbuído de Esperança e Fé, nesta Casa de Caridade.

 

Mas continuemos, pois a casa material requer muitos cuidados, a exemplo de uma simples lâmpada que precise ser reposta, a conta da energia elétrica deve ser paga para que as “luzes” de outras dimensões clareiem o ambiente nos encontros em todos os trabalhos.  Então a todos que colaboram com o processo de conservação e manutenção da estrutura física, o meu reconhecimento.

Aos muitos trabalhadores, que desempenham, anonimamente, suas tarefas, todas valiosas, e nos inúmeros setores desta Instituição, a minha gratidão. Lembro-me que a água fluidificada pela Espiritualidade Amiga, foi colocada num recipiente e daí na sala, com os copos, por mãos de colaboradores encarnados.

 

Grata sou ao grupo do atendimento fraterno que nos acolhe ao chegarmos a esta preciosa Casa, cada um com suas demandas, pois foi assim que aqui aportei, há alguns anos atrás, e “amei” a psicosfera da Cacef.  

 

Nas palestras leva-se o esclarecimento e no estudo a informação reflexiva. Nos passes, no Reiki, nos grupos de oração doam-se energias, mas não me esqueço dos outros pães, das cestas básicas e da sopa, dos enxovais. A todos, o meu respeito.

 

Aos queridos irmãos que trabalham nas atividades mediúnicas, com suas peculiaridades e talentos diversos e únicos, o meu obrigado!.

Sei que não é fácil emprestar sua voz e emoções a outra pessoa, procurando traduzir, o mais fielmente possível, sensações que, normalmente, não nos permitiríamos sentir ou que tentaríamos evitar na consciência de vigília do dia-a-dia. Possivelmente pensaria numa estratégica rota de fuga na presença de alguns desses irmãozinhos, caso encarnados.

A doação de energias amorosas à muitos desconhecidos, rebeldes e raivosos, nos ensina a tolerância no convívio, mesmo entre encarnados.

 

A  todos os Espíritos que atendemos, também só tenho que agradecer. Em muitos deles vi no “espelho” as minhas fraquezas e limitações pessoais.

Suas histórias tão diversas e ricas possibilitaram estes escritos que compartilho com vocês leitores. E são tantas....

O desafio de “ser um humano melhor” é uma tarefa encarnatória, e agradeço os encontros, pois me instigaram a esforçar-me no estudo para expandir os conhecimentos, a preparar-me para ser uma trabalhadora mais capacitada, ampliando minha consciência.

Aprendi a ampliar meu “olhar” para o outro e com isso o “olhar” para dentro de mim mesma na autoanalise reflexiva, e continuo nesse caminho, aprendendo e ainda me surpreendendo.

Ao blog, com o corpo editorial e a todos os leitores, grata pela partilha.

 

Portanto mãos à obra, há muito o que fazer, e todo o trabalho feito com seriedade e dedicação serão recompensados. E a primeira recompensa é o bem estar de sentir-se grato, ao Universo e à Humanidade.

OBRIGADO!

 

Encerro com a bela e sabia “Oração Nossa”:

 

“Senhor, ensina-nos a orar sem esquecer o trabalho,

a dar sem olhar a quem,

a servir sem perguntar até quando,

a sofrer sem magoar seja a quem for,

a progredir sem perder a simplicidade,

a semear o bem sem pensar nos resultados,

a desculpar sem condições,

a marchar para a frente sem contar os obstáculos,

a ver sem malícia,

a escutar sem corromper os assuntos,

a falar sem ferir,

 a compreender o próximo sem exigir entendimento,

a respeitar os semelhantes sem reclamar consideração,

a dar o melhor de nós, além da execução do próprio dever

sem cobrar taxas de reconhecimento.

Senhor, fortalece em nós a paciência para com as dificuldades dos outros,

assim como precisamos da paciência dos outros para com as nossas próprias dificuldades.

Ajuda-nos para que a ninguém façamos aquilo que não desejamos para nós.

Auxilia-nos sobretudo a reconhecer que a nossa felicidade mais alta será invariavelmente aquela de cumprir os desígnios, onde e como queiras, hoje, agora e sempre.”

 

Emmanuel

Mensagem psicografada por Chico Xavier

 

 

 Muita PAZ para todos nós.

Francesca Freitas

17-07-2012

Facebook Twitter More...